Marinharia - Nós e Companhia

Com este blog pretendo partilhar convosco o maravilhoso mundo da marinharia e algo mais...

Desde nós, passando pelo découpage nas suas mais variadas técnicas, com paragem na Pintura Judaica e remantando com Macramé.

Uma viagem marítima por terras de uma infindável imaginação e artes decorativas.

Até breve.

sexta-feira, 24 de outubro de 2008

Dezena escutista

Olá a todos:
Hoje apresento-vos aquí uma das minhas recentes criações que efectuei para usar com a farda de Escuteiro do Corpo Nacional de Escutas, movimento que agora regressei.
A Dezena é uma quinta parte do Terço que todo o Católico já rezou, consiste em dez contas que são as Avé Maria e mais um Pai Nosso, simbolizado numa unica conta antes da Cruz de Cristo.
Para realizar esta Dezena utilizei Massa Sculpey de côr vermelha e branca, Arame de 1mm (não oxidante), 1 Fecho, 1 Passador e 1 Cruxifixo.
Material de Apoio: 1 Máquina de amassar massa, 1 Alicate de Pontas redondas, 1 Cortador cilindrico, 1 Berbequim Manual, 1 Broca de 1mm, 1 Torno pequeno e 1 Forno.
Modo de relizar o Trabalho:
1- Amassar a massa Sculpey ou Fimo, etc até ficar maleável;
2- Passar a massa na Máquina de fazer massa na posição 3 ou numa que se ajuste com o cortador demodo a achar a quantidade de massa para fazer as "bolinhas" ou "contas";
3- Estender a massa em cima de uma superficie não rugosa e limpa de impurezas (Vidro ou base própria pa a o efeito);
4- Utilizar o Cortador/Forma e efectuar várias porções de massa, quantas as desejadas para o nosso trabalho(não esquecer que o desperdício encarece o trabalho);
5- Efectuar na palma da mão o enrolamento das contas/bolinhas, até terem uma forma consistente e homogénea, por forma a não terem fissuras ou bolhas de ar;
6- Colocar as contas dentro do forno, assentes sobre uma tábua de madeira de 5mm forrada a papel de alumínio (não tenham medo que a tábua não pega fogo) ou por cima de um cartão ou papel vegetal (nunca em contacto com a bandeja do forno porque queima as contas);
7- Regular o forno para uma temperatura de 110º ou 120º, consoante as marcas (pois menos não ficam as contas cozidas e a mais ficam as contas queimadas no ponto de contacto);
8- As contas devem cozer conforme o tempo estipulado pelas marcas, tempo esse que para a Sculpey ou Fimo, bastam 15 minutos a cozer à temeratura indicada, mais o tempo necessário até atingirem essa temperatura, ou seja no meu forno: ex- 15' Aquecimento + 15' Cozedura = 30' Total de tempo necessário para o forno cozer as contas;
9- Depois de as contas cozidas, deixar arrefecer para endurecer e depois de frias, utilizar o Berbequim manual com Broca de 1mm e furar as contas (outra solução é cozer as contas com um palito e o furo fica feito);
10- Utilizar o arame de 1mm não oxidável e fazer a Dezena;
11- Colocar o Fecho e o Passador;
12- Colocar a conta para o Pai Nosso;
13- Colocar o Cruxifixo.

A Nossa Dezena está pronta é só usar e rezar.

1 comentário:

Angie disse...

Muito bem, não sabia que no nosso CCI havia mais um amante das artes manuais.
Visita-me em: http://fantasiaecor.blogspot.com